Não Faça a Oração do “Só”

“Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova”, diz o Senhor dos Exércitos, “e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derramar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.” (Malaquias 3:10)

Uma das orações que ouço as pessoas fazerem com frequência, e que eu mesma fiz muitas vezes, é a que chamo de uma oração do “”. Ela é mais ou menos assim: “Senhor, nós queremos lhe agradecer por este alimento”, “Deus, nós lhe pedimos para nos proteger”, “Pai, nós vimos até o Senhor esta noite…” “Oh, Deus, se o Senhor pudesse nos ajudar nesta situação ficaríamos tão gratos…” Você sabe o que quero dizer? Parece que temos medo de pedir muito a Deus.

A palavra ou somente pode significar algo “restrito”, “justo”, “apertado”, “o que mal dá para sobreviver”, ou “com uma margem estreita”. Mas Deus quer nos dar infinitamente, abundantemente acima e além de tudo que podemos ousar esperar, pedir ou pensar (ver Efésios 3:20). Ele quer abrir as comportas do céu e derramar bênçãos, então por que devemos nos aproximar Dele pedindo apenas o que mal dá para sobreviver? Por que devemos nos aproximar Dele como se tivéssemos medo de pedir demais? Quando nos aproximamos Dele desse modo, parece que não acreditamos que Ele é generoso e bom. Precisamos entender que Ele não é um Deus que dá “só” o suficiente para sobrevivermos, mas que deseja nos abençoar abundantemente, como o versículo de hoje promete.

Deus não quer ouvir orações temerosas e inseguras, as “orações do só”. Ele quer ouvir orações ousadas, confiantes, cheias de fé, feitas por pessoas que são seguras da sua amizade com Ele.

A PALAVRA DE DEUS PARA VOCÊ HOJE:

no que se refere à oração, “só” não é o bastante.

Facebook icon Twitter icon Instagram icon Pinterest icon Google+ icon YouTube icon LinkedIn icon Contact icon